fbpx
NotíciasCinema

Viola Davis critica racismo em Hollywood: “só me chamam para papel de empregada”

Em entrevista à Variety, a atriz Viola Davis, vencedora de um Óscar, um Emmy Award e dois Tony Awards, discutiu sobre o racismo estrutural de Hollywood e a falta de oportunidades para atrizes e atores negros. Por isso, ele criou a JuVee Productions, sua própria produtora, na tentativa de quebrar alguns destes estereótipos.

Ninguém está desenvolvendo filmes com alguém como eu em mente. Eu sou uma mulher de 55 anos, de pele negra, em Hollywood. Eu ainda recebo ofertas para ser ‘a empregada’, ou ‘a mãe de família chorando em cima do cadáver do seu filho no meio da rua.“, disse Davis.

Davis em papel recente.

Quando vemos mulheres negras nas telas, somos uma extensão da nossa história. Somos vistas como tão fortes que ficamos quase masculinizadas. Não sentimos nenhuma dor. Não somos desejadas, ou abraçadas. Na série, tive a chance de explorar o que é ser mulher, toda a bagunça disso, até mesmo os traumas sexuais.“, continua.

Mesmo que elas não sejam pessoas fáceis de gostar, mesmo que elas não sejam ‘bonitas’ — e essa é uma grande preocupação minha –, mesmo que elas não sejam heterossexuais, mesmo que sintam raiva de Deus. E é uma honra trabalhar com artistas cujo objetivo é aprofundar as histórias que contamos sobre pessoas não-brancas.“, finalizou Davis.

Fonte: UOL

Advertisement

Confira também: Marvel aceita pagar salário milionário de Tobey Maguire para Homem-Aranha 3

About author
Estudante, fã de faroestes e musicais, aficionado por "Família Soprano" e 007, entre outras coisas boas da vida.
Articles
    Relacionados:
    NotíciasCuriosidadesSéries

    One Piece | Em fase final, mangá chega a feito histórico de 100 volumes encadernados

    1 Mins read
    Após alcançar os 1000 capítulos publicados, One Piece se aproxima de mais um feito inédito na revista Shonen Jump. Poucos mangás podem…
    Notícias

    As estreias mais recentes do streaming para assistir

    1 Mins read
    Se você é daquelas pessoas que gostam de montar uma sessão de cine-pipoca em casa para curtir um filme ou maratonar uma série, confira abaixo os títulos mais recentes.
    Notícias

    Eu não sou "aquele Lázaro": sou o outro Lázaro, o Ramos

    1 Mins read
    Lázaro Ramos teve seu nome citado pelo apresentador do SBT Brasil, Marcelo Torres, ao ser confundido com Lázaro Barbosa, suspeito de matar uma família no Distrito Federal.