fbpx
CuriosidadesCinemaNotícias

Semelhanças de Cruella com Coringa foi mais que apenas marketing

Cruella da Disney parecia estar se inspirando muito em Coringa, mas o próprio filme revela que isso era pouco mais do que um truque de marketing.

Com os dois filmes sendo histórias de origem para vilões icônicos do cinema, então não é muito surpreendente que parecesse haver algum DNA compartilhado.

Isso foi amplificado quando a máquina de marketing de Cruella começou, já que os trailers faziam com que parecesse que Cruella era o Coringa da Disney, com semelhanças tonais e uma história que pegava alguém tipicamente mau e os pintava de uma luz mais simpática.

Enquanto Cruella explica como Estella (Emma Stone) se transforma em Cruella de Vil, a maneira como isso acontece e a trajetória disso é muito diferente de Arthur Fleck se tornar o Coringa.

Em termos de arco de personagem, a principal diferença é o quanto Joker se compromete para que seu vilão seja o que é.

Advertisement

Se Arthur ainda é o Coringa ou não no futuro, o final deixa poucas dúvidas sobre sua transformação nesse sentido, com as questões maiores sendo sobre quão reais os eventos foram.

Cruella, por outro lado, torna-se um anti-herói; há um vilão diferente para derrotar, e embora ela faça algumas coisas que cruzam a linha, ela ainda está muito longe de ser a personagem dos 101 dálmatas, a tal ponto que é difícil entender como ela chegou lá.

Confira: Johnny Depp pode retornar ao mundo do cinema em Sherlock Holmes 3 com Robert Downey Jr

About author
Amante do cinema em geral, grande fã de James Bond, e estudante.
Articles
    Relacionados:
    NotíciasCinema

    Alerta Vermelho | Filme ganha data de estreia nos cinemas brasileiros

    1 Mins read
    O longa, original Netflix, vai estrear em novembro deste ano.  O novo filme “Alerta Vermelho” vai chegar aos cinemas brasileiros dia 4…
    CríticasCinema

    Crítica | Ron Bugado - Uma mensagem necessária no momento certo

    4 Mins read
    Ron Bugado conta a história do jovem Barney, um menino de onze anos que tem dificuldade de fazer novos amigos, e seu companheiro Ron, uma inteligência artificial de alta tecnologia que anda, fala e é o “melhor amigo fora da caixa” de Barney. Mas quando Ron começa a ter seu funcionamento comprometido, os dois saem em uma aventura repleta de ação, onde a amizade entre os dois se mostra verdadeira.
    CríticasCinema

    Crítica | Duna - Um grande épico em um ano razoável

    4 Mins read
    Com a retomada dos cinemas em meio a uma pandemia global, estreias sem muito peso e outras decepcionantes, Duna se consagra como o grande épico de 2021, com grandes chances de deixar filmes com maior apelo popular para trás nas bilheterias.