fbpx
NotíciasCinema

Scarface | Clássico de Brian De Palma será retirado da Netflix

O clássico filme Scarface’, estrelado por Al Pacino, e dirigido por Brian De Palma, será retirado da Netflix. A produção deixará a grade de programação no dia 16 de junho.

Na trama do filme, Al Pacino vive Tony Montana, que após receber residência permanente nos Estados Unidos, em troca do assassinato de um oficial do governo cubano, se transforma no chefe do cartel de drogas de Miami. Gradativamente, sua importância cresce, a ponto de ele se tornar o maior mafioso do estado da Flórida, matando qualquer um que tente atrapalhar o seu trabalho.

Scarface ganhará um novo remake. Luca Guadagnino (‘Me Chame Pelo Seu Nome’) dirigirá a produção. Apesar das expectativas, ainda é preciso escolher um ator para o papel principal, já que Diego Luna abandonou o projeto por conta das vindouras gravações da série sobre Cassian Andor na Disney+.

O projeto fará uma atualização do personagem clássico interpretado por Al Pacino. A história será centrada em um imigrante mexicano, que através de uma campanha ambiciosa, corre atras do sonho americano.

Confira também: Marvel quer processar polícia por usar símbolo do Justiceiro

Advertisement

About author
Amante do cinema em geral, grande fã de James Bond, e estudante.
Articles
    Relacionados:
    NotíciasCinema

    Paramount Pictures adia estreia de Clifford por tempo indeterminado

    1 Mins read
    A decisão se deu por conta da nova onda de COVID-19 que atinge o planeta. Segundo informações do Deadline, a estreia do…
    CríticasCinema

    Crítica | Tempo - Mais uma obra inovadora de Shyamalan

    3 Mins read
    M. Night Shyamalan está de volta às telonas com mais um filme bizarro e inovador, fruto de algo que poderia sair apenas de sua mente. Tempo nos brinda com uma ótima direção e sinceridade do diretor em se manter fiel ao seu histórico.
    NotíciasCinema

    Cruella | Depois de Scarlett Johansson, Emma Stone pode processar a Disney pelo mesmo motivo

    1 Mins read
    “Cruella” teve a mesma estratégia de lançamento que “Viúva Negra”: cinemas e streaming.