fbpx
NotíciasCinema

Roteirista de A Bruxa de Blair (2016) revela arrependimentos sobre o filme

O roteirista de A Bruxa de Blair (2016), Simon Barrett, deu uma entrevista para o podcast The Witching Hour, do site de entretenimento Collider, revelando que tem alguns arrependimentos sobre o filme. Lançado em 2016, a produção que custou US$ 5 milhões conseguiu arrecadar “somente” US$ 45,2 milhões, um valor considerado muito abaixo do que a Lionsgate havia projetado para a obra.

O roteirista ainda atribuiu, como uma das causas para o “fracasso” do filme, ele ser nichado por conta de A Bruxa de Blair original. “No final das contas, muitas pessoas estão cansadas de filmagens encontradas. Muitas pessoas ainda não gostam de Bruxa de Blair original e ainda estão furiosas com ele, e não querem uma sequência. E todas as pessoas que amam Bruxa de Blair também não queriam uma sequência, e eles têm sentimentos muito complicados sobre a anterior. Então, estávamos nesse pequeno nicho de mercado de pessoas que queriam uma sequência muito sincera do filme de 1999, Bruxa de Blair”.

Roteirista de A Bruxa de Blair (2016) revela arrependimentos sobre o filme
Cena de A Bruxa de Blair | Lionsgate

Por fim, Simon afirmou que uma pesquisa mais aprofundada poderia ter sido importante antes da realização de A Bruxa de Blair, de fato, o processo ainda é muito pouco utilizado em Hollywood, ocasionando diversas produções muito bem intencionadas, mas que fracassam nas bilheterias. “Por termos feito em segredo, nunca paramos para perguntar se alguém gostou da ideia ou queria ou achou que o que estávamos fazendo era uma boa ideia. Muitos cineastas falam muito negativamente sobre o processo de teste de público em Hollywood e, obviamente, isso porque muitas vezes pode ser usado para forçar uma agenda, certo? Pensamos nos testes de público como a forma como os filmes são feitos, simplificados e retirados de seus criadores. Mas o teste de público é ótimo porque qualquer diretor que não quer saber como as pessoas vão reagir a seu filme, eu acho que está cometendo um grande erro. E eu não me importo se você acha que essas pessoas são cinéfilos inteligentes ou educados ou não; eles são o seu público. Blair Witch é um filme que, se o tivéssemos testado em um estágio inicial, conceitualmente, Eu acho que muitos sinais de alerta teriam surgido e nós teríamos percebido, Oh, as pessoas não entendem que não estamos, por exemplo, dizendo que estamos mostrando diretamente a bruxa. E, a propósito, nossos créditos são enganosos, o que também não percebemos”.

A Bruxa de Blair original, lançado em 1999, é um documentário ficcional que segue um grupo de jovens cineastas que deseja conhecer melhor a lenda da bruxa de Blair. Após o grupo adentar uma região de mata em Maryland, eles passam a ser atacados por uma força invisível. Anos depois, os filmes são encontrados e “divulgados” ao público.

Confira também: Netflix anuncia a data de lançamento da última temporada de La Casa de Papel

Advertisement

Fonte: Terra

About author
Paulista, 23 anos, bacharel em Cinema e Audiovisual e estudante de Publicidade.
Articles
Relacionados:
NotíciasCinema

Alerta Vermelho | Filme ganha data de estreia nos cinemas brasileiros

1 Mins read
O longa, original Netflix, vai estrear em novembro deste ano.  O novo filme “Alerta Vermelho” vai chegar aos cinemas brasileiros dia 4…
CríticasCinema

Crítica | Ron Bugado - Uma mensagem necessária no momento certo

4 Mins read
Ron Bugado conta a história do jovem Barney, um menino de onze anos que tem dificuldade de fazer novos amigos, e seu companheiro Ron, uma inteligência artificial de alta tecnologia que anda, fala e é o “melhor amigo fora da caixa” de Barney. Mas quando Ron começa a ter seu funcionamento comprometido, os dois saem em uma aventura repleta de ação, onde a amizade entre os dois se mostra verdadeira.
CríticasCinema

Crítica | Duna - Um grande épico em um ano razoável

4 Mins read
Com a retomada dos cinemas em meio a uma pandemia global, estreias sem muito peso e outras decepcionantes, Duna se consagra como o grande épico de 2021, com grandes chances de deixar filmes com maior apelo popular para trás nas bilheterias.