fbpx
CuriosidadesCinema

Páscoa: vida, renascimento e cinema

Páscoa: vida, renascimento e cinema. A religião é um importante pilar pra vida de diversas sociedades e culturas, sendo representada de várias maneiras ao longo de nossa história: desde as artes rupestres de Lascaux, passando pelas origens do teatro na antiga Grécia, até os vários filmes e séries dedicados ao tema. Os meios mudam, mas a devoção é a mesma.

Hoje, para os Cristãos, comemora-se o Domingo de Páscoa, a ressurreição de Cristo, o verdadeiro e único messias. Naturalmente, sendo o cinema a arte popular preponderante das últimas décadas da história, que a morte, a paixão e a ressurreição de Cristo seria representada de diversas maneiras e olhares pela Sétima Arte. O Cineramaclube separou cinco clássicos para você ver e louvar à sua maneira o amor e vida do Filho de Deus.

1) O Rei dos Reis, 1927, Cecil B. DeMille

Páscoa: vida, renascimento e cinema

Vamos começar com um clássico mudo da Paramount Pictures. De 1927, dirigido por Cecil B. DeMille, O Rei dos Reis, um épico bíblico, conta a história dos últimos dias de Cristo, de Maria Madalena, passando pela traição de Judas e a Santa Ceia, até sua crucificação.

2) O Manto Sagrado, 1953, Henry Koster

Páscoa: vida, renascimento e cinema

Com Richard Burton, Torin Thatcher e Jean Simmons, “O Manto Sagrado” conta a história de Marcellus Gallio, tribuno militar romano que, em uma aposta, ganha a túnica que cobriu o corpo de Jesus em sua crucificação. Graças ao manto, Marcellus passa a ter terríveis visões da crucificação de Cristo.

3) Jesus Cristo Superstar, 1973, Norman Jewison

Páscoa: vida, renascimento e cinema

Inspirado na Ópera Rock homônima dos geniais Andrew Lloyd Webber e Tim Rice, compositores de sucessos Broadway como “O Fantasma da Ópera” e “A Bela e a Fera”, respectivamente, “Jesus Cristo Superstar” conta os últimos momentos de Cristo de forma não muito ortodoxa, carregada nas cores da contracultura que ocorria nos Estados Unidos à época.

Advertisement

4) A Última Tentação de Cristo, 1988, Martin Scorsese

Páscoa: vida, renascimento e cinema

Do mestre Scorsese, “A Última Tentação de Cristo” é baseada no romance homônimo de Níkos Kazantzákis. Com os incríveis Willem Dafoe como Jesus, David Bowie como Pôncio Pilatos, Harvey Keitel como Judas e Barbara Hershey como Maria Madalena, o longa conta uma outra versão da história de Jesus Cristo; desde seu relacionamento com Maria Madalena à traição de Judas, tendo uma produção e recepção polêmica à época.

Leia também: Terror | 5 filmes pra NÃO assistir (18+)

5) A Paixão de Cristo, 2004, Mel Gibson

Páscoa: vida, renascimento e cinema

Polêmico e violentíssimo, o longa de Mel Gibson mostra de forma crua as últimas doze horas de Cristo. Seu açoite nunca foi mostrado de forma tão gráfica pelo cinema antes, causando alvoroço em alguns críticos de cinema e religiosos, sendo, inclusive, proibido em alguns países.

Páscoa: vida, renascimento e cinema

Jesus morreu por nós na Cruz, sofrendo todas as dores do mundo. Que fique sua lição de amor:

“E o meu mandamento é este: que vos ameis uns aos outros, assim como Eu vos amei.” (João 15:12)

Cristão de verdade não prega a morte, o ódio, a tortura, a discórdia e a mentira. Quem o faz, é do diabo:

“Aquele que tem o espírito de discórdia não é meu, mas é do diabo, que é o pai da discórdia e leva a cólera ao coração dos homens, para contenderem uns com os outros.

Eis que esta não é minha doutrina, levar a cólera ao coração dos homens, uns contra os outros; esta, porém, é minha doutrina: que estas coisas devem cessar” (3 Néfi 11:29–30).


A família Cineramaclube deseja a todos uma Páscoa cheia de amor e paz. Sem ódios, armas ou fake news

Advertisement

About author
Pedro Olivato Montanaro, formado em Rádio e Televisão pela Universidade Anhembi Morumbi. Redator freelancer do Portal Cineramaclube. Cinéfilo de corpo e alma.
Articles
Relacionados:
CríticasCinema

Crítica | Doutor Estranho no Multiverso da Loucura acerta em alguns pontos mas ressalta os erros da fase 4

4 Mins read
Doutor Estranho no Multiverso da Loucura finalmente está chegando aos cinemas mas assim como muitas das produções dessa fase 4 do UCM deve dividir opiniões.
NotíciasCinema

MUBI | Streaming revela as principais estreias do mês de maio; confira!

3 Mins read
Foco em Cannes e especiais dedicados a Joachim Trier e Joseph Losey; a estreia do filme de Kiyoshi Kurosawa, A Mulher de um Espião, e o lançamento exclusivo de Great Freedom
CríticasCinema

Crítica | Boneca Russa (2ª Temporada) - série mantém a qualidade inserindo viagens no tempo no caótico cotidiano de Nadia e Alan

3 Mins read
Passados quatro anos dos acontecimentos surreais vividos por Nadia ( Natasha Lyonne) e Alan ( Charlie Barnett) na 1ª temporada de Boneca Russa, a dupla já conseguiu fugir do constante ciclo de mortalidade que enfrentava diariamente. Mas se eles achavam que já estavam livres das artimanhas do Universo, acabaram descobrindo que era só o começo de mais uma jornada, agora com viagens no tempo via transporte público( o sonho de todos nós?), reencontro com situações vividas por seus antepassados, questões existenciais e históricas, rendendo para Boneca Russa atuações impecáveis e uma nova e sensacional trilha sonora presente também nesta 2ª temporada.