fbpx
NotíciasCinema

Gwyneth Paltrow se arrepende de estrelar O Amor é Cego: “Me senti humilhada”

Em entrevista recente à Netflix, Gwyneth Paltrow, protagonista de “O Amor é Cego“, um dos grandes clássicos da Sessão da Tarde, afirmou que se arrepende de ter trabalhado no filme, por conta de algumas de suas problemáticas e momentos bizarros.

O primeiro dia que usei a rouba de gorda, eu estava no Tribeca Grand [hotel em NY] e atravessei o lobby. Foi muito triste. E muito perturbador. Ninguém olhava nos meus olhos por ser obesa. Por algum motivo, as roupas que fazem para mulheres acima do peso são horríveis. Me senti humilhada porque todo mundo foi muito mal educado.“, disse a atriz.

O Amor é Cego
“BuzzFeed”

O Amor é Cego” acompanha Hal, que aceitou o conselho de seu pai moribundo e namora apenas as formas da perfeição física feminina. Porém tudo muda após Hal ter um encontro inesperado com um guru, Tony Robbins. Intrigado pela superficialidade de Hal, Robbins o hipnotiza para que ele veja a beleza que existe mesmo em mulheres menos atraentes fisicamente.

Veja também: Attack on Titan | Episódio traz morte de personagem principal

Fonte: RollingStone

Advertisement

About author
Estudante, fã de faroestes e musicais, aficionado por "Família Soprano" e 007, entre outras coisas boas da vida.
Articles
Relacionados:
NotíciasCinema

Halloween Ends | 3° e último filme da nova trilogia ganha trailer

1 Mins read
Na última terça-feira (19), a produtora Blumhouse lançou o primeiro trailer de Halloween Ends, o último filme da trilogia escrita e dirigida por David Gordon Green. Confira:
NotíciasSéries

Emmy 2022 | Conheça os indicados à principal categoria da noite

2 Mins read
Os indicados ao Emmy 2022 foram revelados na última terça-feira (12) com um recorde no número de indicados à categoria de Melhor Série de Drama (a mais importante da noite). Confira agora onde assistir a cada uma delas e do que elas se tratam:
NotíciasCinema

Thor: Amor e Trovão | Filme é boicotado por cenas LGBTQIA+

1 Mins read
Apesar de ser o líder na bilheteria mundial pelo segundo final de semana consecutivo, Thor: Amor e Trovão está sendo boicotado pelo grupo cristão americano One Million Moms por “cenas de conteúdo LGBTQIA+ explícito”. O texto do grupo cita “a tensão romântica gay entre o Deus do Trovão e o Senhor das Estrelas”, “a deusa bissexual Valquíria” e o “gênero neutro” do personagem Axl.