fbpx
NotíciasSéries

Michael C. Hall diz que final de Dexter foi “insatisfatório” e celebra revival

Dexter chegou ao fim há quase oito anos, mas seu criticado encerramento ainda assombra a memória dos fãs. Com um revival da série já anunciado pelo canal Showtime, Michael C. Hall, que interpretou o protagonista durante as oito temporadas da produção, disse que espera se redimir da polêmica conclusão.

“Vamos ser honestos: as pessoas ficaram bem insatisfeitas com o jeito que as coisas ficaram [no desfecho]. Ninguém gostou. E sempre tive a esperança de que surgiria uma história que mereceria ser contada”, disse o astro nesta segunda (4) em entrevista ao Daily Beast.

“Eu me incluo no grupo de pessoas que se perguntaram: ‘Que diabos aconteceu com esse cara?’. Então estou empolgado em estar de volta. Nunca tive a experiência de atuar novamente como um personagem tantos anos depois”, disse.

Apesar de validar a insatinsfação dos fãs mais “radicais”, o ator disse entender as atitudes tomadas por seu personagem no fim da trama.

“Eu achei justificável Dexter fazer o que ele fez. Acho que algumas das críticas foram sobre isso. Não pelo que aconteceu, mas sim como aconteceu, e isso também é válido. Nós vivemos em uma era em que o patamar para a satisfação com um final está lá em cima”, explicou.

Advertisement

Fonte: Omelete

Confira também: Rowan Atkinson diz que odeia interpretar Mr. Bean: “Estressante”

About author
Amante do cinema em geral, grande fã de James Bond, e estudante.
Articles
    Relacionados:
    NotíciasCinema

    Paramount Pictures adia estreia de Clifford por tempo indeterminado

    1 Mins read
    A decisão se deu por conta da nova onda de COVID-19 que atinge o planeta. Segundo informações do Deadline, a estreia do…
    CríticasSéries

    Crítica | Loki

    4 Mins read
    Terceira produção da Marvel Studios para o streaming do Disney+, “Loki” dá novos ares à Fase 4 do MCU e apresenta, de forma oportuna, personagens e conceitos importantes para o futuro da franquia. Dirigida por Kate Herron (“Sex Education”), a série é um relato cativante e ousado sobre o Deus da Trapaça e assume uma identidade própria que torna o show um sucesso absoluto.
    NotíciasCinema

    Cruella | Depois de Scarlett Johansson, Emma Stone pode processar a Disney pelo mesmo motivo

    1 Mins read
    “Cruella” teve a mesma estratégia de lançamento que “Viúva Negra”: cinemas e streaming.