NotíciasCinema

Kevin Spacey compara seu banimento de Hollywood por acusação de abuso sexual com Coronavírus

O ator Kevin Spacey fez uma rara aparição para comentar a situação que atravessa após ver sua carreira ruir por causa de vários processos por assédios sexuais. Nas últimas duas vezes em que Kevin Spacey apareceu na câmera em casa, ele estava entregando mensagens bizarras de Natal interpretando Frank Underwood, de House of Cards. Desta vez, ele desistiu do ato.

Um vídeo de 10 minutos que foi postado no YouTube há mais de um mês, ressurgiu esta semana no The Wrap, o ator vencedor do Oscar, na verdade, compara seu banimento de Hollywood por várias acusações de abuso sexual à situação dos milhões que perderam o trabalho devido à pandemia de coronavírus. Veja o vídeo abaixo:

Falando em casa, em uma conferência de negócios alemã chamada Bits & Pretzels, Kevin Spacey fez uma piada rápida sobre seu traje inspirado na Oktoberfest antes de passar para a questão mais “séria” de “como é se encontrar subitamente em uma situação que você não poderia ter antecipado.

Kevin Spacey
Kevin Spacey

“Eu acho que não é surpresa para ninguém dizer que meu mundo mudou completamente no outono de 2017. Meu trabalho, muitas das minhas relações, minha posição na minha própria indústria, tudo se foi em questão de horas”,

Kevin Spacey explicou que não gosta de dizer às pessoas que ele pode “se relacionar” com a situação delas por temer que isso “prejudique” sua própria “experiência única e muito pessoal”. Ma o ator acabou falando sobre:

Advertisement

“Mas, neste caso, sinto que posso me relacionar com a sensação de ter seu mundo de repente parado”, disse ele. “E, embora possamos nos encontrar em situações semelhantes, embora por razões e circunstâncias muito diferentes, ainda acredito que algumas das lutas emocionais são praticamente as mesmas. E, por isso, tenho empatia por de repente te falarem que você não pode voltar ao trabalho ou que poderá perder o emprego. E essa é uma situação sobre a qual você não tem absolutamente nenhum controle. Quando o carro finalmente para, seja por sucesso ou por fracasso, talvez não tenhamos ideia de onde estamos ou, ainda pior, podemos não ter ideia de quem somos. E isso foi exatamente o que aconteceu comigo”.

“Quando me deparei com a incerteza de que talvez eu nunca mais fosse contratado como ator de novo, eu tive que me fazer uma pergunta que nunca tinha feito antes, que é: ‘se eu não posso atuar, quem sou eu?'”, relatou Spacey.

Dentre as pessoas que o processam por assédio, duas delas morreram no segundo semestre de 2019. Primeiro, um massoterapeuta morreu em setembro. Depois, Ari Behn, um dos escritores e dramaturgos mais prestigiados da Escandinávia, se suicidou aos 47 anos na noite de Natal, um dia após o vídeo publicado por Spacey.

Confira também: Criador de Black Mirror afirma que humanidade não precisa da nova temporada agora

Advertisement

About author
Amante do cinema em geral, grande fã de James Bond, e estudante.
Articles
    Relacionados:
    NotíciasCinema

    Liam Neeson quer continuar fazendo filmes de ação até precisar de um andador

    1 Mins read
    Em entrevista recente ao Entertainment Weekly, o ator Liam Neeson, conhecido por vários papéis em filmes de ação, afirmou que vai continuar…
    NotíciasCinema

    Robert Pattinson mentiu para Christopher Nolan sobre ser o novo Batman

    1 Mins read
    Em uma entrevista ao The Irish Times, o ator Robert Pattinson (“Bom Comportamento“) revelou que mentiu ao diretor Christopher Nolan sobre fazer…
    NotíciasSéries

    Bryan Cranston está esperando um convite para participar de 'Better Call Saul'

    1 Mins read
    Better Call Saul mostrou ao longo dos anos que tem a força de ser algo mais do que um simples spin-off de…