fbpx
NotíciasCinema

Juíza arquiva processo de danos morais feito por grupo cristão contra Porta dos Fundos

O processo feito pelo grupo cristão Templo Planeta do Senhor contra o Porta dos Fundos e a Netflix foi arquivado.

Foi pedido uma indenização de R$ 1 bilhão da produtora de humor pelo especial de Natal de 2018.

A obra de ficção humorística retrata Jesus como homossexual e foi alvo de críticas de setores religiosos da sociedade, que consideraram desonrosa a associação de Cristo com a comunidade LGBTQ+

A indenização por danos morais foi feita, pois, o grupo se sentiu ofendido pelo especial retratar Jesus Cristo como homossexual.

Segundo o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, o recurso do grupo foi negado em segunda instância. Na última quinta-feira foi encaminhado para a Central de Arquivamento, por ordem da juíza Eunice Haddad.

Advertisement

Fonte: F5

Confira também: Space Jam 2 terá versão empoderada e menos sexualizada de Lola Bunny; Confira

About author
Amante do cinema em geral, grande fã de James Bond, e estudante.
Articles
Relacionados:
NotíciasCinema

Minions 2 | Conheça o movimento ''Gentleminions''

1 Mins read
Minions 2: A Origem de Gru estreou nos cinemas na última semana e já figurou como o líder de bilheteria em todo o mundo, porém um movimento envolvendo o filme começou a ganhar notoriedade na internet desde o seu lançamento, os Gentleminions. O movimento Gentleminions consiste em fãs da franquia Meu Malvado Favorito irem assistir ao novo filme fantasiados como Gru (o protagonista da franquia) e agirem como o personagem dentro da sala de cinema.
NotíciasSéries

Stranger Things | Série se torna a mais vista em uma semana da história do streaming

1 Mins read
Stranger Things somou 7,2 bilhões de minutos. De acordo com a Variety, a série Stranger Things da Netflix bateu o recorde de…
NotíciasCinema

Ezra Miller | Ator é acusado de assédio na Alemanha

1 Mins read
De acordo com a Variety, Ezra Miller está sendo acusado de assédio na Alemanha e agressão na Islândia. O primeiro caso teria acontecido em 2020 e, em depoimento à revista, a vítima da agressão contou como tudo aconteceu, confira: