fbpx
NotíciasCinema

Johnny Depp está com raiva por Amber Heard não ter sido demitida de Aquaman ainda

Daniel Richtman, um dos jornalistas mais conhecidos entre o meio de Hollywood, tem recebido rumores sobre ações de Johnny Depp para boicotar a carreira de Amber Heard.

Desde 2017, ele está envolvido em uma batalha legal em andamento com a ex-mulher Amber Heard. Tanto Heard quanto Depp alegam que o relacionamento era fisicamente e emocionalmente abusivo.

Agora, Daniel Richtman está dizendo que Depp está furioso porque a estrela de Heard parece estar subindo enquanto ele cai e está “chateado” por ela continuar trabalhando.

Sua ex-esposa apareceu recentemente em The Stand da CBS e está prestes a filmar Aquaman 2, apesar de várias campanhas de fãs tentando fazê-la ser demitida (Mera também terá um papel menor na Liga da Justiça de Zack Snyder no próximo mês).

Fonte: We Got This Covered

Advertisement

Confira também: Amber Heard foi reprovada no exame físico e psicológico para Aquaman 2; diz rumor

About author
Amante do cinema em geral, grande fã de James Bond, e estudante.
Articles
Relacionados:
NotíciasCinema

Minions 2 | Conheça o movimento ''Gentleminions''

1 Mins read
Minions 2: A Origem de Gru estreou nos cinemas na última semana e já figurou como o líder de bilheteria em todo o mundo, porém um movimento envolvendo o filme começou a ganhar notoriedade na internet desde o seu lançamento, os Gentleminions. O movimento Gentleminions consiste em fãs da franquia Meu Malvado Favorito irem assistir ao novo filme fantasiados como Gru (o protagonista da franquia) e agirem como o personagem dentro da sala de cinema.
NotíciasSéries

Stranger Things | Série se torna a mais vista em uma semana da história do streaming

1 Mins read
Stranger Things somou 7,2 bilhões de minutos. De acordo com a Variety, a série Stranger Things da Netflix bateu o recorde de…
NotíciasCinema

Ezra Miller | Ator é acusado de assédio na Alemanha

1 Mins read
De acordo com a Variety, Ezra Miller está sendo acusado de assédio na Alemanha e agressão na Islândia. O primeiro caso teria acontecido em 2020 e, em depoimento à revista, a vítima da agressão contou como tudo aconteceu, confira: