fbpx
NotíciasCinema

Governo da Rússia bane “Akira”, alegando que o filme “prejudica a saúde das crianças”

O clássico Akira, lançado em 1988 e que ganhou status de “cult” com o passar dos anos, se junta a outros animes que também foram proibidos no país.

Não é de hoje que muitas animações, filmes e séries são barradas na Rússia. Nos últimos meses, o alvo tem sido os animes e a lista de obras banidas, provenientes do Japão, aumentou mais! Naruto, Tokyo Ghoul, Death Note e Inuyashiki, esses são alguns exemplos de títulos que foram proibidos no país.

Dessa vez, o clássico anime da década de oitenta — Akira — teve suas exibições extintas. De acordo com os profissionais que atuam no Tribunal de São Petersburgo, o banimento do filme de Katsuhiro Otomo aconteceu pois trata-se de um conteúdo que pode prejudicar o bem estar físico e psicológico das crianças.

Na nota emitida pelo Tribunal, eles alegaram o seguinte: “Nos centros de pesquisa, são realizados experimentos parapsicológicos em pessoas para desenvolver o tipo perfeito de arma [referindo-se a trama ficcional do filme]. E no país existe um culto religioso a um super-homem chamado Akira, cuja chegada, supostamente, resolverá todos os problemas do Japão. A informação pode ser prejudicial para a saúde e o desenvolvimento mental das crianças”.

Governo da Rússia bane "Akira", alegando que o filme "prejudica a saúde das crianças"
Akira / Tokyo Movie Shinsha

Sinopse Akira:

Uma grande explosão fez com que Tóquio fosse destruída em 1988. Em seu lugar foi construída Neo Tóquio, que, em 2019, sofre com atentados terroristas por toda a cidade. Os amigos Kaneda e Tetsuo integram uma gangue de motoqueiros. Eles disputam rachas violentos com uma gangue rival, os Palhaços, até que um dia Tetsuo encontra Takashi, uma estranha criança com poderes que fugiu do hospital onde era mantido como cobaia.

Fonte: Suco de Mangá.

Advertisement

Veja também: Live-action da “Barbie” será dirigido por Greta Gerwig.

About author
Me chamo Mayko Martins. Formado em Publicidade e Propaganda, sou apaixonado por cinema, apesar de nunca ganhar o "Bolão do Oscar"! Estou “preso” a muitas séries e não consigo terminá-las, culpa da Shonda Rhimes – criadora de How To Get Away With Murder – me obrigando a rever sua série várias e várias vezes. Ah, quase esqueci, eu amo escrever! Por isso sou autor da obra "Fruto Podre": uma fantasia distópica publicada nas Terras do Wattpad.
Articles
Relacionados:
CríticasCinema

Crítica | Doutor Estranho no Multiverso da Loucura acerta em alguns pontos mas ressalta os erros da fase 4

4 Mins read
Doutor Estranho no Multiverso da Loucura finalmente está chegando aos cinemas mas assim como muitas das produções dessa fase 4 do UCM deve dividir opiniões.
NotíciasCinema

MUBI | Streaming revela as principais estreias do mês de maio; confira!

3 Mins read
Foco em Cannes e especiais dedicados a Joachim Trier e Joseph Losey; a estreia do filme de Kiyoshi Kurosawa, A Mulher de um Espião, e o lançamento exclusivo de Great Freedom
CríticasCinema

Crítica | Boneca Russa (2ª Temporada) - série mantém a qualidade inserindo viagens no tempo no caótico cotidiano de Nadia e Alan

3 Mins read
Passados quatro anos dos acontecimentos surreais vividos por Nadia ( Natasha Lyonne) e Alan ( Charlie Barnett) na 1ª temporada de Boneca Russa, a dupla já conseguiu fugir do constante ciclo de mortalidade que enfrentava diariamente. Mas se eles achavam que já estavam livres das artimanhas do Universo, acabaram descobrindo que era só o começo de mais uma jornada, agora com viagens no tempo via transporte público( o sonho de todos nós?), reencontro com situações vividas por seus antepassados, questões existenciais e históricas, rendendo para Boneca Russa atuações impecáveis e uma nova e sensacional trilha sonora presente também nesta 2ª temporada.