fbpx
NotíciasCinema

DC se junta a Marvel para fazer várias versões LGBTQ+ de heróis

As duas maiores editoras de quadrinhos da América publicarão um par de antologias celebrando personagens queer e talentos para o mês do Orgulho.

Chegando às lojas em 8 de junho, “DC Pride” incluirá os combatentes do crime Batwoman, Aqualad, Midnighter e Apollo, Harley Quinn e John Constantine em histórias elaboradas por criadores LGBTQ e aliados.

O livro de 80 páginas também oferecerá pinups de página inteira e perfis de personagens LGBTQ de programas de TV da DC, como “Green Arrow” e “The Flash”.

Também incluirá a primeira aparição em quadrinhos do super-herói trans Dreamer, em uma história escrita pela atriz trans Nicole Maines, que interpreta o personagem de “Supergirl” da CW.

A DC também lançará dois livros focados em LGBTQ em 1º de junho: “Poison Ivy: Thorns”, que relembra o inimigo do Batman como um adolescente queer problemático, e a minissérie de seis edições de Mariko Tamaki “Crush & Lobo”, na qual Crush, filha do caçador de recompensas czarniano, Lobo, “está totalmente em modo de autodestruição”, disse DC em um comunicado à imprensa, “depois de abandonar os Adolescentes Titãs e explodir seu relacionamento com sua namorada, Katie”.

Advertisement

Fonte: Legião dos heróis

Confira também: Chorão: Marginal Alado ganha primeiro trailer; assista

About author
Amante do cinema em geral, grande fã de James Bond, e estudante.
Articles
    Relacionados:
    CríticasCinema

    Crítica | Ron Bugado - Uma mensagem necessária no momento certo

    4 Mins read
    Ron Bugado conta a história do jovem Barney, um menino de onze anos que tem dificuldade de fazer novos amigos, e seu companheiro Ron, uma inteligência artificial de alta tecnologia que anda, fala e é o “melhor amigo fora da caixa” de Barney. Mas quando Ron começa a ter seu funcionamento comprometido, os dois saem em uma aventura repleta de ação, onde a amizade entre os dois se mostra verdadeira.
    CríticasCinema

    Crítica | Duna - Um grande épico em um ano razoável

    4 Mins read
    Com a retomada dos cinemas em meio a uma pandemia global, estreias sem muito peso e outras decepcionantes, Duna se consagra como o grande épico de 2021, com grandes chances de deixar filmes com maior apelo popular para trás nas bilheterias.
    NotíciasSéries

    Ruby Rose denuncia ambiente hostil no set de Batwoman

    2 Mins read
    A atriz usou seu Instagram para explicar aos fãs o motivo de ter saído da série da CW.  A atriz Ruby Rose…