CríticasCinema

Crítica | Manual de Caça a Monstros

Manual de Caça a Monstros é a nova divertida produção original da Netflix, ambientada no Halloween e com monstros  super fofos, o filme acerta em focar no público infantil.

Há uns anos a Netflix vem fazendo filmes temáticos, seja eles sobre o Halloween ou Natal, tornando essas épocas ainda mais especiais. Lançando na semana passada sua produção original O Halloween do Hubie, o streaming acerta mais uma vez com Manual de Caça a Monstros, que chegou no catálogo essa semana.

O longa conta a história de Kelly (Tamara Smart), que tem a sua noite de Halloween arruinada por uma promessa que sua mãe fez no trabalho, colocando ela como babá do filho de sua chefe. Ao chegar na casa da criança, Kelly descobre que o menino tem problemas pra dormir, envolvendo os vários pesadelos que ele tem há anos, e que contar para os adultos não resolvia o seu medo, já que eles não acreditavam em ministros.

O que o garoto não sabia, é que Kelly havia sido uma criança medrosa também, e que o seus pesadelos haviam feito ela amadurecer nessa parte. Durante a noite, o garoto recebe a visita de O Grande Guignol (Tom Felton) um “bicho papão” que vai atrás das crianças que conseguem tornar os pesadelos em realidade, e é capturado. Ao tentar salvar o menino, Kelly entra para uma organização secreta de babás que tentam livrar o mundo dos monstros que aparecem nos pesadelos.

Manual de Caça a Monstros
Manual de Caça a Monstros | Netflix

Apesar de ser ambientado no Halloween, o filme não trás tantas referências à data, além do fato de aparecer algumas pessoas fantasiadas, mas de qualquer forma, o ponto não é esse.

Desde a divulgação do primeiro trailer, ficou claro que o filme seguiria uma linha totalmente infantil, principalmente se formos pegar a aparência dos personagens e até mesmo dos monstros-que chegam a ser fofos ao invés de assustadores-.

Advertisement

O filme segue uma linha super simples pra os seus acontecimentos, extremamente previsível desde o início. Apesar de lembrar a maioria dos filmes que costumam passar na Sessão da Tarde, a produção conseguiu alcançar um nível muito bom de qualidade na maioria das partes de seu roteiro.

Manual de Caça a Monstros
Manual de Caça a Monstros | Netflix

O destaque, como já era de se esperar, é total do ator Tom Felton. Conhecido pelo seu excepcional papel de Draco Malfoy em toda a Saga Harry Potter, o ator surpreendeu ao aparecer novamente nas telinhas, de onde estava longe desde 2018. O seu papel de vilão caiu, mais uma vez, como uma luva. A minha torcida vai para que a Netflix invista em produções com o ator, já que ele mostrou diversas vezes o seu talento para as mais variadas histórias.

Voltando para o Manual de Caça a Monstros, seu elenco juvenil também merece a atenção  por mostrarem o talento e maturidade com que lidaram com o papel. Entre eles estão Oona Laurence, Alessio Scalzotto, Molina Tamada, Indya Moore e Jan Ho.

Por fim, Manual de Caça aos Monstros é divertido, nada de novo no mundo do cinema mas é o típico filme de fim de tarde, pode ser o confort filme de vários assinantes da Netflix, e pelo jeito como o fim foi caminhando, tudo indica que ano que vem teremos a parte dois e, sinceramente, eu adoraria.

Manual de Caça a Monstros já está disponível na Netflix.

Advertisement

Nota: 3/5

Assista ao trailer:

About author
21, Jornalista e amante do cinema.
Articles
    Relacionados:
    CuriosidadesCinema

    Antes da trilogia, Christian Bale achava que o Batman era o personagem mais chato de todos

    1 Mins read
    Alguma vez na vida todos nós já tivemos opiniões que, com o passar do tempo, nós refletimos e reformulamos nosso modo de…
    NotíciasCinema

    Godzilla vs. Kong é adiado novamente!

    1 Mins read
    Godzilla vs. Kong ganhou um adiamento de 1 semana, indo de 25 de março para dia 1, o que também influenciará na sua…
    NotíciasCinema

    Juíza arquiva processo de danos morais feito por grupo cristão contra Porta dos Fundos

    1 Mins read
    O processo feito pelo grupo cristão Templo Planeta do Senhor contra o Porta dos Fundos e a Netflix foi arquivado. Foi pedido uma indenização de R$…