CríticasCinema

Crítica | Kidding – 1ª e 2ª temporada

Kidding entrou recentemente no catálogo da Globoplay, com suas duas temporadas a série prova mais uma vez que o enorme talento de Jim Carrey está além das comédias, trazendo ele num papel hilariamente triste

Jeff Pickles ( Jim Carrey) comanda um programa infantil chamado Pickles Puppet Time há mais de 30 anos, com músicas sobre situações do cotidiano e várias marionetes, Mrs Pickles é uma figura essencial na vida de muitas crianças e suas famílias. Após perder um de seus filhos em um trágico acidente de carro e consequentemente o seu casamento, Jeff vê a sua vida virar de cabeça pra baixo enquanto tenta lidar com o luto e todas as emoções que vieram à tona após o acontecido, mostrando que a vida não é tão alegre como ele mostra em seu programa, mudando drasticamente a sua fachada de um personagem totalmente otimista para um recém-divorciado estranhamente depressivo.

Kidding
Kidding | Showtime

Além de todo o sofrimento e por perder Jill ( Judy Greer) o grande amor de sua vida e aos poucos o contato com seu filho Will ( Cole Allen), Jeff se vê censurado pelo seu pai Sebastian ( Frank Langella) – que também é o diretor do programa- por não poder ensinar  para as crianças as fases do luto e como podemos lidar com essa situação. Além do pai, a irmã Deirdree ( Catherine Keener) é uma das responsáveis por dar vida aos fantoches, todo esse contato pessoal e profissional da família torna a vida de Jeff praticamente a mesma dentro e fora da televisão.

A trama discute vários assuntos, desde o luto até a depressão, mostrando que a vida não é um conto de fadas – coisa que nós, meros mortais, já estamos cansados de saber-. Apesar do Jeff ser uma pessoa totalmente positiva e  inocente que usa frases como “ não use uma palavra ruim quando pode usar uma boa” e não toma nada alcoólico, a série faz questão de mostrar a decadência emocional dele após passar por momentos difíceis, e que por muitas vezes oprime toda a dor e rancor, coisa que faz ele ir definhando aos poucos.

Criada por Dave Holstein e dirigida por Michel Gondry ( que dirigiu Brilho Eterno, drama estrelado por Jim), a série acerta em trazer momentos engraçados em situações de dar pena, principalmente por colocar um ator aclamado no mundo da comédia em um papel que carrega muito drama e angústias.

Kidding
Kidding | Showtime

A primeira temporada chama a atenção por mostrar as fases de uma carreira em decadência e a tardia separação entre a pessoa e o personagem, quando a imagem de Jeff vai de um cara totalmente compreensível para alguém impulsivo, com raiva e triste. Além disso, no decorrer dos episódios é apresentado a tamanha influência que Jeff tem na vida dos americanos, e o tanto que a positividade dele é cobrada pelos seus fãs.

Advertisement

Jim Carrey foi brilhantemente escolhido para um papel que com certeza marcará a sua carreira, sua volta a TV não poderia ser diferente. Após passar por problemas em sua vida pessoal em 2015, ele trouxe toda a dor que tinha dentro de si para dar vida a esse personagem tão único, sua atuação chama a atenção por ser impecável tanto nos momentos engraçados, como nos diálogos carregados de reflexões sobre a vida.

Enquanto na primeira temporada nós temos um protagonista tentando lidar com a perda do filho, o fim do seu relacionamento e o seu programa indo de mal a pior, na segunda temos um avanço enorme tanto na personalidade de Jeff, quanto na sua relação com seu pai e com o seu filho.

Kidding
Kidding | Showtime

Não fugindo do drama que cerca toda a série, a segunda temporada mostra o amadurecimento e finalmente o distanciamento entre Jeff e o Mrs Pickles, onde ele assume a sua personalidade e seus erros como uma pessoa normal. Além disso, questões pessoais são mais abordadas do que o programa, que foi deixado em segundo plano ( mas não deixa de ser importante). Flashbacks são apresentados mostrando o passado de praticamente todos os personagens, dando profundidade do drama individual de cada um mostrando suas histórias.

Com 20 episódios no total, Kidding é sem dúvidas uma das melhores séries dos últimos tempos. Com uma atuação sem falhas e um roteiro excelente, fica a esperança de que uma terceira temporada esteja nos planos do diretor, e que venha recheada de dramas, desfechos e muitos momentos ironicamente engraçados.

A primeira e segunda temporada de Kidding está disponível na Globoplay.

Advertisement

Nota: 5/5

Assista ao trailer:

About author
21, Jornalista e amante do cinema.
Articles
    Relacionados:
    NotíciasCinema

    Henry Cavill quer ser o novo 007: "seria muito emocionante"

    1 Mins read
    Em uma entrevista à revista GQ, o ator Henry Cavill (“O Homem de Aço“), revelou que adoraria viver o novo James Bond,…
    NotíciasCinema

    Novo filme de M. Night Shyamalan ganha pôster misterioso

    1 Mins read
    O novo filme do diretor M. Night Shyamalan aos poucos começa a ganhar uma estrutura estética. A misteriosa produção ganhou hoje, 20 de setembro, um novo pôster. Ainda não foi possível para os fãs obter informações mais profundas sobre a obra.
    NotíciasCinema

    Quadrinista da Marvel critica custo do SnyderCut e insinua que ele nem existia

    1 Mins read
    Nesta última sexta (25), o quadrinista Dan Slott, que já trabalhou na DC Comics com a Liga da Justiça e atualmente cuida…