fbpx
CríticasSéries

Crítica | Inventando Anna- série conta história real de jovem golpista.

“Inventando Anna”, nova série da consagrada escritora/roteirista Shonda Rhimes( Grey’s Anatomy/Scandal), conta a história real de Anna Sorokin, garota russa que fingiu ser uma rica herdeira alemã para transitar livremente pela alta sociedade norte americana, acumulando golpes em bancos, hotéis e pessoas ricas. Para camuflar seu sobrenome russo, Anna optou por adotar o nome “Anna Delvey” e foi através dele que trilhou seu rastro de escalada social, ostentando riquezas que não podia pagar e tentando atrair investidores para tentar realizar a criação de uma Fundação com seu nome, uma espécie de clube social exclusivo para os mais ricos.

“Essa história é verídica, exceto pelas partes inventadas.” É o que se vê escrito, de diferentes formas, no início de todos os nove episódios da nova série ” Inventando Anna” de Shonda Rhimes, já disponível na Netflix. E é importante que isso seja dito para que ninguém romantize demais as situações ali contadas.

"Inventando Anna", nova série da consagrada escritora/roteirista Shonda Rhimes( Grey's Anatomy/Scandal), conta a história real de Anna Sorokin, garota russa que fingiu ser uma rica herdeira alemã para transitar livremente pela alta sociedade norte americana, acumulando golpes em bancos, hotéis e pessoas ricas. Para camuflar seu sobrenome russo, Anna optou por adotar o nome "Anna Delvey" e foi através dele que trilhou seu rastro de escalada social, ostentando riquezas que não podia pagar e  tentando atrair investidores para tentar realizar a criação de uma Fundação com seu nome, uma espécie de clube social exclusivo para os mais ricos.
Inventando Anna /Reprodução: Netflix

Por se tratar de uma história real, baseada em um artigo escrito pela jornalista Jessica Pressler( na série nomeada como “Vivian Kent” e interpretada pela atriz Anna Chlumsky), muito do que ali foi contado se baseou no relato de testemunhas dos feitos da jovem e promissora Anna Delvey. E, nos relatos testemunhais, estejam eles em autos de processo ou em páginas de revistas e jornais, só podemos confiar em uma parte. Principalmente quando se trata de situações envolvendo golpes bilionários.

A série ” Inventando Anna” conta a história do golpe verídico acompanhando os passos da jornalista Vivian Kent(Anna Chlumsky) em sua busca por uma história que a tire do atual status de “pior jornalista” , status que adquiriu por um erro de apuração cometido no passado. A partir do momento em que Vivian( Anna Chlumsky) toma conhecimento do caso da jovem que enganou bilionários de formas até então desconhecidas, a jornalista tenta convencer seus chefes de que aquela é uma história que merece ser contada em detalhes e parte em busca de Anna Delwey( Julia Garner), na prisão, para escutar a versão da acusada.

"Inventando Anna", nova série da consagrada escritora/roteirista Shonda Rhimes( Grey's Anatomy/Scandal), conta a história real de Anna Sorokin, garota russa que fingiu ser uma rica herdeira alemã para transitar livremente pela alta sociedade norte americana, acumulando golpes em bancos, hotéis e pessoas ricas. Para camuflar seu sobrenome russo, Anna optou por adotar o nome "Anna Delvey" e foi através dele que trilhou seu rastro de escalada social, ostentando riquezas que não podia pagar e  tentando atrair investidores para tentar realizar a criação de uma Fundação com seu nome, uma espécie de clube social exclusivo para os mais ricos.
Inventando Anna | Reprodução:Netflix

A partir de então a série se divide entre presente, na busca incessante por depoimentos de testemunhas que legitimem o que Anna Delwey( Julia Garner) relata a cada visita na prisão e passado, nos flashbacks direcionados pelo relato de cada uma das pessoas que Anna conheceu na sua busca por dinheiro e status. O telespectador é apresentado a cada um deles, formando um arco novo a cada episódio, sem deixar de lado a vida pessoal da jornalista Vivian , de seus simpáticos colegas de redação que lhe ajudam nesta aventura em fazer a melhor reportagem e no simpático e inseguro advogado da acusada, Todd(Arian Moyaed).

É interessante como a narrativa se desenrola como um live action de livros sobre como influenciar pessoas. Não da forma habitual ou certa, mas utilizando-se de circunstâncias e truques que funcionaram para ela. Como se Anna usasse sua própria história de crimes de colarinho branco para mostrar a quem estiver interessado, como funciona o mundo de negócios e aparência em que todos nós estamos inseridos.

Advertisement
"Inventando Anna", nova série da consagrada escritora/roteirista Shonda Rhimes( Grey's Anatomy/Scandal), conta a história real de Anna Sorokin, garota russa que fingiu ser uma rica herdeira alemã para transitar livremente pela alta sociedade norte americana, acumulando golpes em bancos, hotéis e pessoas ricas. Para camuflar seu sobrenome russo, Anna optou por adotar o nome "Anna Delvey" e foi através dele que trilhou seu rastro de escalada social, ostentando riquezas que não podia pagar e  tentando atrair investidores para tentar realizar a criação de uma Fundação com seu nome, uma espécie de clube social exclusivo para os mais ricos.
Inventando Anna| Reprodução: Netflix

Anna usa muito a ambição dos outros a favor de seus próprios objetivos, o que de certa forma cativa parte das pessoas com quem convive, convencendo-as do quão brilhante a garota é apesar de todos os seus golpes. Por diversas vezes no decorrer dos episódios, os telespectadores podem acabar concordando com suas atitudes ou até se compadecendo do que ela fez. O que torna a história dela ainda mais interessante, pois coloca até quem assiste como vítima de um golpe arquitetado pelo personagem que Anna Sorokin criou.

As atuações do elenco de “Inventando Anna” colaboram para o sucesso da trama pois todos os personagens que fazem parte da narrativa envolvendo o caso de Anna Delwey são cativantes a seu próprio modo. Pode até ser que nem todos tenham acompanhado o trabalho de Anna Chlumsky na série Veep, mas é difícil encontrar alguém que nunca tenha assistido o filme Meu Primeiro Amor , em que ela contracenou, ainda criança, com o também pequenino à época Macaulay Culkin. Tomara que seja escalada para mais produções e aceite os convites pois ela é uma excelente atriz.

"Inventando Anna", nova série da consagrada escritora/roteirista Shonda Rhimes( Grey's Anatomy/Scandal), conta a história real de Anna Sorokin, garota russa que fingiu ser uma rica herdeira alemã para transitar livremente pela alta sociedade norte americana, acumulando golpes em bancos, hotéis e pessoas ricas. Para camuflar seu sobrenome russo, Anna optou por adotar o nome "Anna Delvey" e foi através dele que trilhou seu rastro de escalada social, ostentando riquezas que não podia pagar e  tentando atrair investidores para tentar realizar a criação de uma Fundação com seu nome, uma espécie de clube social exclusivo para os mais ricos.
Inventando Anna/Reprodução : Netflix © 2021

O mesmo pode ser dito da protagonista Anna Delwey, interpretada pela atriz Julia Garner(Ozark) que conseguiu cumprir seu papel tão bem em “Inventando Anna” que o telespectador oscila constantemente entre amá-la e odiá-la, entre achá-la inteligente ou classificá-la como louca, sem nunca perder o interesse em seguir sua narrativa. Sobre os demais personagens, Shonda até erra em não apresentar desfecho para alguns deles, utilizando-os na história como personagens interessantes apenas na parte inicial da série e descartando-os no fim. Isso se deve ao excesso de detalhes da história.

Shonda nunca decepciona quando o assunto é abordar, em suas séries, rotinas de trabalho que envolvem muito mais do que só o exercer profissional.

Vemos isso na forma como cada ambiente profissional é abordado na série, como a bajulação e a ostentação combinadas a alinhados trajes que transmitam confiança ao lidar com pessoas da alta sociedade. O companheirismo de jornalistas em redações quando os profissionais são colocados em um grupo “rejeitado” pelo chefe. E claro, o conflito de egos e visibilidade que nem sempre condizem com o retorno financeiro, na parte em que ela mostra o trabalho do advogado Todd( Arian Moyaed). De uma forma ou de outra ela sempre faz o telespectador entender exatamente como é estar naquele meio e isso ajuda demais na imersão na história.

Advertisement
"Inventando Anna", nova série da consagrada escritora/roteirista Shonda Rhimes( Grey's Anatomy/Scandal), conta a história real de Anna Sorokin, garota russa que fingiu ser uma rica herdeira alemã para transitar livremente pela alta sociedade norte americana, acumulando golpes em bancos, hotéis e pessoas ricas. Para camuflar seu sobrenome russo, Anna optou por adotar o nome "Anna Delvey" e foi através dele que trilhou seu rastro de escalada social, ostentando riquezas que não podia pagar e  tentando atrair investidores para tentar realizar a criação de uma Fundação com seu nome, uma espécie de clube social exclusivo para os mais ricos.
Inventando Anna/Reprodução: Netflix © 2021

” Inventando Anna” é uma série divertida e intrigante que merece ser assistida tanto pelos amantes das produções de Shonda Rhimes, quanto por quem adora séries sobre crimes. E deixa no telespectador a pulguinha da dúvida: será que ela mereceu a pena que lhe foi imposta?

A temporada completa de “Inventando Anna” está disponível na Netflix.

Nota: 4/5

Assista ao trailer:

About author
Jornalista, advogada, cantora de videokê, dançarina de Calypso e agora: crítica de streaming.
Articles
Relacionados:
CríticasCinema

Crítica | Doutor Estranho no Multiverso da Loucura acerta em alguns pontos mas ressalta os erros da fase 4

4 Mins read
Doutor Estranho no Multiverso da Loucura finalmente está chegando aos cinemas mas assim como muitas das produções dessa fase 4 do UCM deve dividir opiniões.
CríticasCinema

Crítica | Boneca Russa (2ª Temporada) - série mantém a qualidade inserindo viagens no tempo no caótico cotidiano de Nadia e Alan

3 Mins read
Passados quatro anos dos acontecimentos surreais vividos por Nadia ( Natasha Lyonne) e Alan ( Charlie Barnett) na 1ª temporada de Boneca Russa, a dupla já conseguiu fugir do constante ciclo de mortalidade que enfrentava diariamente. Mas se eles achavam que já estavam livres das artimanhas do Universo, acabaram descobrindo que era só o começo de mais uma jornada, agora com viagens no tempo via transporte público( o sonho de todos nós?), reencontro com situações vividas por seus antepassados, questões existenciais e históricas, rendendo para Boneca Russa atuações impecáveis e uma nova e sensacional trilha sonora presente também nesta 2ª temporada.
NotíciasSéries

La Casa de Papel: Coreia | Remake ganha data de estreia e teaser

1 Mins read
Remake de La Casa de Papel chega em 24 de junho na Netflix. O remake coreano da famosa série La Casa de…
×
NotíciasSéries

Bastard!! | Novo anime da Netflix ganha primeiro trailer