fbpx
CríticasCinema

Crítica | Confissões de Uma Garota Excluída

Confissões de Uma Garota Excluída, nova adaptação de Thalita Rebouças, usa do bom humor da protagonista para falar sobre bullying e rivalidade feminina.

Que as adaptações dos livros da Thalita Rebouças são um sucesso, isso não é novidade pra ninguém. A escritora tem o dom de trazer os desafios da adolescência em todas as suas obras, utilizando sempre o bom humor dos personagens e maneiras inteligentes de passar pelas diversas situações que só quem passou pela adolescência entende. Invertendo a ordem de lançamento, Thalita optou por colocar suas habilidades como roteirista pra jogo e pensou primeiro no filme “Confissões de uma garota excluída, mal-amada e (ligeiramente) dramática”, e depois no livro, resultando no título Confissões de Uma Garota Excluída, nova produção da Netflix

A nova produção acompanha Tetê (Klara Castanho), uma adolescente de 16 anos que, apesar de não ser tímida, não é nada boa em fazer amigos, e que vê tudo mudar após os seus pais (Alcemar Vieira e Júlia Rabello) decidirem mudar para Copacabana, para morar com os avós maternos (Stepan Nercessian e Rosane Gofman). Com a mudança, a troca de escola era algo em que seus pais e avós viam como uma oportunidade para a adolescente mudar seu jeito e sua forma de se vestir.

Confissões de Uma Garota Excluída
Confissões de Uma Garota Excluída | Netflix

Na nova escola, Tête enfrenta vários obstáculos logo no primeiro dia, que envolve desde entrar no banheiro masculino, até trombar com Valentina (Júlia Gomes), a patricinha insuportável e dona de si, que como se já não bastasse ter todos aos seus pés, também era a namorada do garoto mais bonito e legal do colégio, o Erick (Lucca Picon),e sua melhor amiga, Lais (Fernanda Concon).

Excluída pelos colegas de classe, Tetê descobre que não está sozinha, e pela primeira vez se completa ao travar uma amizade com Davi (Gabriel Lima) o nerd da sala que mora com os pais e é extremamente cordial e Zeca (Marus Bessa), o menino que conversa com todo mundo e não tem papas na língua. Juntos, os três tentam lidar com os desafios de ser adolescente e tentam mudar completamente a imagem da protagonista, para que ela tenha o final feliz que merece.

Confissões de Uma Garota Excluída volta o seu roteiro totalmente em assuntos como a auto aceitação, autoestima, bullying  e a rivalidade feminina que são postos à prova durante todos os momentos do filme. A intenção de todos os livros e filmes de Thalita Rebouças é fazer com que o público se identifique e tente passar por cima de situações que, por muitas vezes, são a causa da depressão na adolescência, além de trazer sempre um diálogo entre jovens e adultos muito bem desenvolvidos,  algo que diga: você não precisa passar por isso sozinho (a). 

Advertisement
Confissões de Uma Garota Excluída
Confissões de Uma Garota Excluída | Netflix

Klara Castanho merece um parágrafo dedicado somente a sua atuação. A atriz tem o dom de fazer adolescentes esquisitas e que dão a volta por cima, o tom cômico que ela traz para as suas protagonistas e o seu carisma deixam tudo ainda mais leve e divertido de assistir. Inclusive, os atores escolhidos para o elenco teen são bem interessantes, não me espantaria se um dia encontrasse eles em uma lista de elenco da Malhação. 

Mas mesmo com todos carisma, assuntos que devem ser comentados e a fofurice final, o filme acaba sendo mais um clichê adolescente, e dos grandes, porém, se engana quem acha que isso é um ponto negativo, até porque não tem como falar sobre a fase mais problemática de nossas vidas sem passar pelo clichezão.

Por fim, Confissões de Uma Garota Excluída é muito querido, divertido e gostoso de assistir. Ótimo para colocar questões na mesa e abrir discussões interessantes, vale super a pena. 

Confissões de uma adolescente excluída estreia nesta quarta-feira (22) na Netflix.

Nota: 4/5

Assista ao trailer:

Advertisement

About author
22 anos, jornalista, amante do cinema e de musicais.
Articles
    Relacionados:
    NotíciasCinema

    The Last Of Us | Vídeo divulgado mostra os bastidores da série, assista!

    1 Mins read
    Uma das adaptações de “games” que sacudirá a Cultura Pop nos próximos anos é a versão televisiva do jogo The Last Of Us.
    CinemaCríticas

    Crítica | Amarração do Amor - Diferentes na religião, iguais na confusão!

    3 Mins read
    O investimento do cinema brasileiro no gênero comédia tem gerado títulos marcantes, que conquistaram admiradores com o passar dos anos. Uma espiada no ontem e podemos ver exemplos como “O Auto da Compadecida”, “Minha Mãe é Uma Peça”, “Se eu Fosse Você”, entre outros. O novo integrante dessa safra é o longa-metragem “Amarração do Amor”, com estreia marcada para 14 de outubro de 2021.
    NotíciasCinema

    Ferida | Confira o trailer do novo filme estrelado por Halle Berry

    1 Mins read
    A produção é original Netflix e estreia na plataforma dia 24 de Novembro. A Netflix divulgou hoje (14), o novo trailer do…