fbpx
CríticasCinema

Crítica | A Princesa e a Plebeia: Nova Aventura

Vanessa Hudgens vive três papéis em continuação da produção original Netflix A Princesa e a Plebeia: Nova Aventura.

Na continuação do filme lançado em 2018, A Princesa e a Plebeia: Nova Aventura traz grandes desafios para a atriz ao ter que interpretar três papéis, quanto pro público para conseguir assistir até o fim.

Em A Princesa e a Plebeia: Nova Aventura, quando a Duquesa Margaret (Vanessa Hudgens) herda inesperadamente o trono de Montenaro e passa por uma fase difícil com o namorado Kevin (Nick Sagar), cabe a sua sósia, a Princesa Stacy de Belgravia ( Vanessa Hudgens) reunir o casal novamente.

Mas com se já não bastasse as duas serem extremamente parecidas, a presença da prima de Margaret, Fiona (Vanessa Hudgens), causa um alvoroço por ser a terceira cópia perfeita e cheia de ambições, sendo uma delas roubar o trono da prima e recuperar todo o dinheiro perdido.

A Princesa e a Plebeia: Nova Aventura
A Princesa e a Plebeia: Nova Aventura | Netflix

Mais clichê que isso, impossível. Assim como o primeiro filme, fica óbvio o fim que vai levar a comédia romântica dirigida por Michael Rohl, o que é péssimo por aqui desse o elemento surpresa e manter o público interessado.

Infelizmente, interesse do público está em falta quando falamos deste filme, apesar de ser um leve entretenimento, fica extremamente difícil de acompanhar a história, principalmente com a personagem Fiona ser muito exagerada em tudo que faz.

Advertisement

A Princesa e a Plebeia: Nova Aventura é fraco em vários quesitos, com personagens caricatos é uma história chata que parece que não tem fim, acabou com as minhas expectativas, além de achar que a história inicial pudesse ter sido mais explorada no segundo filme, ao invés da introdução de uma nova personagem e uma nova história sem pé nem cabeça.

A Princesa e a Plebeia: Nova Aventura
A Princesa e a Plebeia: Nova Aventura | Netflix

O ponto alto do filme continua sendo a atriz Vanessa Hudgens, que precisa interpretar não duas, mas três personagens idênticas. Alterando sotaques, roupas e personalidade, a produção megalomaníaca cria uma trama difícil de acreditar, considerando a probabilidade lógica de três pessoas serem exatamente iguais e habitarem a mesma região do mundo.

A química do elenco também não fica pra traz, talvez seja isso que faça com que o telespectador aguente o filme inteiro de ladainhas apenas pelo carisma dos atores.

Por fim, a fórmula do sucesso só acontece uma vez, o filme pode se tornar decepcionante  se você assistir cheio de expectativas, e por mais que tenta, não consegue trazer o espírito natalino a tona.

A Princesa e a Plebeia: Nova Aventura já está disponível na Netflix.

Advertisement

Nota: 1,5/5

Assista ao trailer:

About author
22 anos, jornalista, amante do cinema e de musicais.
Articles
    Relacionados:
    Cinema

    Dia do Cinema Nacional | 5 Filmes de terror que se passam no Brasil

    4 Mins read
    Quando a expressão “Filmes de Terror” é usada, costuma-se olhar para fora do ambiente nacional, ou seja, são as produções estrangeiras que estão marcadas na mente do público. Pode acreditar, em algum canto das redes sociais, há um amante de Cinema, cobrando “qualidade”, inclusive se a pauta da discussão for filme nacional. Muitas vezes, a audiência acaba deixando passar despercebido títulos que se aventuram em outros gêneros, como o terror e o suspense.
    NotíciasCinema

    As especulações do cinema nacional para o Oscar de 2022

    2 Mins read
    uma lista sobre os nomes que podem surgir como indicados para 2022. Vale lembrar que não se trata de apontar quem vai vencer ou favoritos – até porque é cedo demais para isso. Entretanto, vale a pena ficar de olho nas possibilidades abaixo.
    CuriosidadesCinemaNotícias

    Dia do Cinema Nacional: Cinco vezes em que o Brasil foi injustiçado no Oscar

    3 Mins read
    Nesse 19 de junho, data oficial do Dia do Cinema Nacional, relembre as vezes em que o Brasil foi esnobado pela Academia…